Assunto para o dia todo, todo o dia. Jornal Hoje Livre o melhor do ABCDM.

Construção civil perde 3.692 empregos na região em 2016, e estoque cai 8,5%

Sem obras públicas em andamento e com poucos prédios residenciais sendo erguidos, a construção civil assistiu, no ano passado, à perda de 3.692 postos de trabalho no ABC.

civil

O contingente representa redução de 8,5% em relação ao estoque de 43.266 trabalhadores existente na região no dia 31 de dezembro de 2015, segundo pesquisa divulgada na última semana pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com base em informações do Ministério do Trabalho.

São Bernardo, com 1.678 vagas fechadas, e Santo André, com 1.215, lideraram a queda na ocupação no setor. Em termos porcentuais, São Bernardo teve redução de 13,3% no estoque ao longo dos 12 meses, enquan­to Santo André diminuiu seu contingente em 12,45% na mesma comparação.

Somente em dezembro passado, entre contratações e demissões, houve fechamento de 708 postos de trabalho nos sete municípios.

Para a diretora da regional de Santo André do SindusCon-SP, Rosana Carnevalli, o resultado de dezembro manteve o ritmo de queda na ocupação do setor verificado na região ao longo do ano.

Porém, a diretora lembrou que, no final do ano passado, o governo anunciou algumas medidas de incentivo ao setor ainda tímidas, mas que sinalizam a possibilidade de estabilização do cenário de crise.

“Vemos movimentação no sentido da redução dos juros, que já consegue causar pelo menos uma mudança na expectativa do consumidor. Porém, o desemprego ainda é um forte inibidor para mercados que exigem planejamento de longo prazo, como a aquisição de imóveis. Enquanto a estabilidade no trabalho não for uma realidade para o brasileiro, o aquecimento da construção civil será difícil”, comentou Rosana.

Vendas caem 70,5%
Na última quarta-feira, a Associação de Construtores, Imobiliárias e Administradoras de Imóveis do ABC (ACIGABC) divulgou pesquisa segundo a qual as vendas de imóveis residenciais novos somaram 2.962 unidades no ano passado, com redução de 40% em relação as 4.939 comercializadas em 2015 e de 70,5% ante as 10.054 de 2013, ano de melhor desempenho do mer­cado imobiliário da região.

“A forte queda nas vendas reflete a desaceleração da economia da região e a insegurança do consumidor em adquirir imóveis.
Quem pretendia comprar a casa própria segurou o negócio e preferiu o aluguel”, comentou o presidente da ACIG­ABC, Marcus Santaguita.

0 comentários

Adicionar comentário

Outros artigosir para home

Brasileiros são maiores vítimas de vírus que roubam senhas, diz estudo

Brasileiros são maiores vítimas de vírus que roubam senhas, diz estudo(0)

Pesquisadores analisaram os ataques contra usuários do Google durante um ano, de março de 2016 a março de 2017, e descobriram que

Moto Z ganha acessório da  Polaroid que imprime fotos

Moto Z ganha acessório da Polaroid que imprime fotos(0)

A Motorola, empresa do grupo Lenovo, anunciou nesta quarta-feira (15) um novo acessório para o smartphone Moto Z, que é capaz

Reforma trabalhista: como ficou a lei com a nova MP publicada pelo governo

Reforma trabalhista: como ficou a lei com a nova MP publicada pelo governo(0)

A reforma trabalhista entrou em vigor no dia 11 de novembro, mas o governo já editou uma Medida Provisória (MP) que altera parte

A “floresta marinha” da Amazônia

A “floresta marinha” da Amazônia(0)

Uma pesquisa de 2016 revelou a existência de bancos de corais na foz do rio Amazonas. Cientistas agora acreditam que esses bancos

ACISBEC realiza dois eventos gratuitos, no mesmo dia, para públicos diferentes

ACISBEC realiza dois eventos gratuitos, no mesmo dia, para públicos diferentes(0)

A ACISBEC (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo) realizou dois eventos gratuitos no mesmo dia, de diferentes

ler mais


Entre em contato

Grupo Hoje Livre - Av. Brig. Faria Lima, 2381 - Sala 9 - São Bernardo do Campo - SP

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2014 Jornal Hoje Livre - Todos os direitos reservados.