Assunto para o dia todo, todo o dia. Jornal Hoje Livre o melhor do ABCDM.

Crise faz SUS do ABC receber 36 mil pacientes em nove meses

A perda de emprego e dificuldade orçamentária fizeram com que 36.112 pessoas deixassem o plano de Saúde em período de nove meses no Grande ABC, de acordo com dados da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

O cenário, intensificado nos últimos anos devido à crise econômica que assola o País, reflete no SUS (Sistema Único de Saúde). Cresce a demanda de pacientes enquanto a rede pública de Saúde segue praticamente igual. Para especialistas, além da ampliação de investimentos, também precisam ser intensificadas ações de prevenção de doenças.

A quantidade de beneficiários de convênios médicos entre as sete cidades caiu de 1,38 milhão para 1,34 milhão entre dezembro de 2016 e setembro de 2017 (confira arte ao lado). Em contrapartida, o número de leitos públicos na região registrou leve queda – passou de 2.335 postos para 2.286 entre dezembro de 2016 e 2017, segundo o DataSus (Banco de dados do Ministério da Saúde).

Para o médico da família e comunidade e professor do curso de Medicina da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) Murilo Moura Sarno, o cenário pede a execução de políticas públicas capazes de atender de maneira digna a população. “Quando se monta a rede pública, a gente não divide quem tem plano de saúde e quem não tem. A gente conta a população total daquele município”, fala. O caminho, conforme ele, é interferir nos fatores externos – como alimentação, trânsito, violência – para que menos pessoas procurem o SUS, além de valorizar as atenções primária, secundária e terciária. “É questão que envolve boa vontade política, conhecimento técnico sério, parar de ficar no achismo para garantir o acesso à Saúde”, completa.

Professora de Saúde Coletiva da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), Vânia Barbosa do Nascimento diz que é possível verificar avanços no SUS, tanto em relação à ampliação do acesso aos serviços quanto na melhoria das condições sanitárias, epidemiológicas e demográficas.

No entanto, pondera que o reflexo da conjuntura econômica e social já interfere na possibilidade de expansão do sistema de Saúde e de seu desempenho. “Já se constata a existência de unidades de Saúde desativadas, leitos hospitalares interditados, iminência de doenças que já estavam controladas, como a febre amarela. Não vislumbro saída, senão ampliar os investimentos”, salienta.

No Grande ABC, as sete cidades receberam em 2017, de acordo com o FNS (Fundo Nacional de Saúde), quase R$ 737 milhões em recursos do SUS (Sistema Único de Saúde), valor 3% menor do que o obtido no ano anterior. No entanto, o gasto com a Pasta foi de R$ 2,84 bilhões. A expectativa das administrações, conforme destacou reportagem do Diário no dia 4 de fevereiro, é que mudanças na distribuição de recursos federais surtam reflexos positivos.

Prefeituras destacam investimentos para ampliar a rede de Saúde. Em Santo André, houve reativação de nove leitos, bem como do Hospital Dia. “As principais demandas estão centralizadas nas redes de atenção especializada e hospitalar”, fala o secretário Márcio Chaves.

Geraldo Reple, secretário de Saúde de São Bernardo e coordenador do GT sobre o tema no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, diz que, apesar da limitação de recursos, o que pode ser feito para melhorar o atendimento está sendo providenciado. “Contratamos médicos, ampliamos serviços com o Saúde Prioridade (que abrange consultas e exames)”, lista.

Em São Caetano, onde houve a maior queda de beneficiários de planos de Saúde, a secretária Regina Maura Zetone ressalta que os custos aumentaram 30%. “Acabamos de contratar quatro médicos para o Programa Saúde da Família e aumentaremos as equipes de saúde bucal. Estamos racionalizando, escolhendo prioridades para podermos atender a todos”, diz.

Em nível regional, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC pleiteia, desde o primeiro semestre do ano passado, a instalação de unidade da Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) com objetivo de agilizar a abertura de vagas ambulatoriais e de leitos para pacientes da região.

0 comentários

Adicionar comentário

Outros artigosir para home

Parque Chico Mendes recebe, hoje, Bachiana Filarmônica SESI-SP

Parque Chico Mendes recebe, hoje, Bachiana Filarmônica SESI-SP(0)

Sob regência do mundialmente conhecido maestro João Carlos Martins, a orquestra presenteia o público com canções como Concerto nº 5 “Imperador” e Love Of My Life. A apresentação é gratuita. Do clássico ao rock, o repertório promete emocionar o público com a interpretação singular da Filarmônica para canções de Beethoven, Bach, Mozart, Adoniran Barbosa, The

Com 46 pontos de LeBron, Cavaliers vence Pacers e empata série pelos playoffs

Com 46 pontos de LeBron, Cavaliers vence Pacers e empata série pelos playoffs(0)

Graças a LeBron James, o Cleveland Cavaliers se recuperou do seu tropeço, com uma atuação ruim, em seu jogo de estreia nos playoffs da NBA. Na noite da última quarta-feira (18), o astro somou 46 pontos e 12 rebotes para conduzir o time de Ohio ao triunfo por 100 a 97 sobre o Indiana Pacers,

Jornal argentino destaca erro a favor do Corinthians

Jornal argentino destaca erro a favor do Corinthians(0)

  A vitória do Corinthians, por 1 a 0, sobre o Independiente pela Copa Libertadores foi destaque no site do jornal “Olé” após o apito final. O principal diário esportivo argentino, contudo, enfatizou, principalmente, o erro da arbitragem que favoreceu a equipe brasileira. Aos 40 minutos, quando o Corinthians já vencia por 1 a 0,

Em Diadema, CEU das Artes recebe o projeto de leitura BiblioSesc

Em Diadema, CEU das Artes recebe o projeto de leitura BiblioSesc(0)

Para promover a leitura, a cada 15 dias, às quintas-feiras, o caminhão do Projeto BiblioSesc ruma para o CEU das Artes, espaço cultural que fica no Jardim União, em Diadema. Das 10h às 15h, ele fica estacionado na praça que circunda o local e quem quiser pegar um livro para ler ali mesmo ou levar

Municipal do PSB sinaliza ação contra Cicote

Municipal do PSB sinaliza ação contra Cicote(0)

A comissão provisória do PSB de Santo André, presidida por Donay Neto, sinalizou que pedirá na Justiça Eleitoral, com base na fidelidade partidária, a cadeira do presidente da Câ- mara, vereador Almir Cicote, que no dia 7 trocou o PSB pelo Avante (antigo PTdoB) para abrigar candidatura a deputado estadual em outubro. A mudança de

ler mais


Entre em contato

Grupo Hoje Livre - Av. Brig. Faria Lima, 2381 - Sala 9 - São Bernardo do Campo - SP

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2014 Jornal Hoje Livre - Todos os direitos reservados.