Assunto para o dia todo, todo o dia. Jornal Hoje Livre o melhor do ABCDM.

Disputas por 2018 arranham união entre os Michels

Promovidos juntos na política de Diadema em 2012, o prefeito Lauro Michels (PV) e o presidente da Câmara, Marcos Michels (PSB), primos, medem forças internamente rumo à eleição para a Assembleia Legislativa em 2018.
Enquanto Lauro já indicou preferência pelo vice-prefeito e chefe de Gabinete, Márcio da Farmácia (PV), como postulante do governo ao cargo, Marcos caminha para bancar candidatura própria à revelia da vontade do primo.

A queda de braço vai além de possíveis divergências familiares. A disputa entre chefe do Executivo e mandatário do Legislativo, sobrinho-neto e neto do ex-prefeito Lauro Michels (1964-1969 e 1977-1982), respectivamente, é por espaço na política atual da cidade.
Lauro e Marcos sempre foram próximos politicamente. Nos dois mandatos do hoje prefeito de Diadema como vereador (2005 a 2008 e 2009 a 2012), o atual presidente da Câmara diademense chefiou o gabinete do primo, ambos filiados no PSDB.

A ascensão política dos Michels veio no pleito de cinco anos atrás, quando a dupla, já no PV, foi eleita – e reeleita em 2016 – para os cargos que ocupam atualmente.

No primeiro mandato de Lauro como prefeito (2013-2016), Marcos se licenciou da Câmara para ocupar postos estratégicos no Paço: comandou a Secretaria de Educação e chefiou o Gabinete do prefeito na segunda metade da gestão do verde.
No fim do mandato passado, Marcos voltou ao Legislativo para disputar a reeleição pelo PSB e, após conquistar a vitória, foi conduzido ao posto de presidente da Câmara com o patrocínio do governo do primo, então recém-reeleito.

Para definir o candidato do governo, Lauro promoveu eleição entre comissionados recentemente e incluiu o nome de Regina Gonçalves (PV, Habitação). O pleito deu Márcio, mas nos bastidores Marcos reclamou que seus aliados não puderam votar, lhe prejudicando. Encaminhou, então, negociações com DEM e PPS para lançar projeto próprio.

COmeta-se nos abstidores que a briga se intensificou na semana passada após Marcos informar a Lauro que não votará a favor de mudanças no estatuto dos servidores, como quer o verde.

0 comentários

Adicionar comentário

Outros artigosir para home

Qual a diferença de um processador ARM para um x86?

Qual a diferença de um processador ARM para um x86?(0)

A palavra “processador” é bastante ampla, uma vez que é utilizada para denominar inúmeros componentes utilizados em aparelhos eletrônicos.

O que você precisa fazer antes de  repassar seu velho iPhone para seu filho

O que você precisa fazer antes de repassar seu velho iPhone para seu filho(0)

Nos tempos de hoje, iPads e iPhones viraram brinquedos, e o uso dos aparelhos como entretenimento para as crianças está a

Ribeirão Pires reúne empresários para  debater ações de turismo

Ribeirão Pires reúne empresários para debater ações de turismo(0)

Cerca de 80 pessoas participaram do 1º Simpósio “Perspectivas e Potencialidades do Turismo de Ribeirão Pires”, realizado na

Prorrogado prazo para usar FGTS no  pagamento de parcelas atrasadas

Prorrogado prazo para usar FGTS no pagamento de parcelas atrasadas(0)

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, anunciou nesta terça-feira (12) a prorrogação da medida eu permite aos trabalhadores usarem

FHC diz que não atirá pedras em Lula; “criminalizá-lo é papel da Justiça”

FHC diz que não atirá pedras em Lula; “criminalizá-lo é papel da Justiça”(0)

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou nesta quinta-feira que não é papel de qualquer político criminalizar

ler mais


Entre em contato

Grupo Hoje Livre - Av. Brig. Faria Lima, 2381 - Sala 9 - São Bernardo do Campo - SP

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2014 Jornal Hoje Livre - Todos os direitos reservados.