Assunto para o dia todo, todo o dia. Jornal Hoje Livre o melhor do ABCDM.

‘Jerusalém é linha vermelha para os muçulmanos’, diz Erdogan a Trump às vésperas de decisão

O status de Jerusalém é “uma linha vermelha” para os muçulmanos, afirmou nesta terça-feira (5) o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, fazendo um alerta para o presidente americano, Donald trump.
O governo americano deve anunciar em breve a decisão sobre uma eventual transferência da embaixada americana de Tel Aviv para Jerusalém. A controversa é um reconhecimento de que a cidade sagrada (ou parte dela) seria capital de Israel, o que desagrada muçulmanos.

“Senhor Trump! Jerusalém é uma linha vermelha para os muçulmanos”, declarou Erdogan em um discurso exibido na televisão. Erdogan ameaçou romper as relações diplomáticas com Israel caso o governo americano transfera a sua representação diplomática. A mudança da embaixada é uma promessa eleitoral de Trump, que, no entanto, prorrogou em junho, por mais seis meses, a lei que estabelece que Tel Aviv seja sede da legação diplomática.

“O presidente foi claro: não é uma questão de ‘se’, mas de ‘quando’ haverá a transferência, declarou o porta-voz Hogan Gidley. “Mas não será adotada qualquer decisão hoje e faremos um anúncio nos próximos dias”, disse Gidley.

Atualmente, como outros países, o governo americano mantém sua embaixada fora da cidade, ocupada por Israel em 1967 e também reivindicada pelos palestinos, que querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado. A comunidade internacional não reconhece a reivindicação israelense sobre a cidade como um todo.

Em 1995, o Congresso americano adotou o “Jerusalem Embassy Act”, que pede ao executivo a transferência da embaixada. A lei é vinculante para o governo americano, mas uma cláusula permite aos presidentes adiar sua aplicação durante seis meses em virtude de “interesses de segurança nacional”.
Todos os presidentes fizeram isso desde 1995 por considerarem que não era o momento para uma decisão dessa envergadura.

Alertas
A intenção de Trump de transferir a embaixada para Jerusalém provocou a reação do mundo muçulmano, que adverte sobre o risco de bloquear um acordo de paz com os palestinos.

A Liga Árabe advertiu os EUA contra a mudança, dizendo que além de poder acabar com as negociações de paz ela pode desencadear uma nova onda de violência.
Apesar da revolta do mundo árabe em geral, o gesto de Trump também poderia ajudar a satisfazer a base pró-Israel de direita que o ajudou a conquistar a Casa Branca e o governo de Israel, um aliado próximo dos EUA.

0 comentários

Adicionar comentário

Outros artigosir para home

BNDES apoiará projetos de Internet das Coisas com pelo menos R$ 1 mi

BNDES apoiará projetos de Internet das Coisas com pelo menos R$ 1 mi(0)

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) lançou nesta quinta-feira (14) o início da seleção de projetos-piloto de Internet das Coisas (IoT), que receberão ao menos R$ 1 milhão. de incentivo Conduzida ao lado do Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC), a iniciativa tem orçamento de R$ 20 milhões, cujos recursos não são reembolsáveis.

Justiça limita reajuste de planos de saúde individuais a 5,72%

Justiça limita reajuste de planos de saúde individuais a 5,72%(0)

O juiz José Henrique Prescendo, da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo, de- terminou que a Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) aplique a inflação do setor de saúde como teto para reajuste dos planos de saúde in- dividuais e familiares em 2018. Dessa forma, a correção desses planos fica limitada a 5,72% –

Justiça alemã multa Volkswagen em 1 bilhão de euros no caso ‘Dieselgate’

Justiça alemã multa Volkswagen em 1 bilhão de euros no caso ‘Dieselgate’(0)

A Promotoria de Brauns- chweig, na Alemanha, im- pôs na última quarta-feira (13) uma multa de 1 bilhão de euros para o grupo Volkswagen pela mani- pulação das emissões de gases em motores a diesel nesta quarta-feira (13). A montadora alemã aca- tou a decisão e se decla- rou responsável pelas acu- sações no caso

Câmara dos Deputados aprova descriminalização do aborto

Câmara dos Deputados aprova descriminalização do aborto(0)

O plenário da Câmara de Deputados da Argentina, nesta quinta-feira (14), em uma sessão disputada e histórica, decidiu: por 131 votos a 123, que as mulheres terão direito ao aborto legal em qualquer circunstância até a 14ª semana de gestação. Também houve 1 abstenção.

Como Tite trouxe o Brasil para a era moderna do futebol

Como Tite trouxe o Brasil para a era moderna do futebol(0)

Era o dia 9 de julho de 2014. A Argentina havia acabado de derrotar a Holanda nos pênaltis e chegar à final da Copa do Mundo. Mas todo mundo ainda tentava assimilar o inesperado resultado da outra semifinal. O Brasil havia sido aniquila- do pela Alemanha por 7 a 1.

ler mais


Entre em contato

Grupo Hoje Livre - Av. Brig. Faria Lima, 2381 - Sala 9 - São Bernardo do Campo - SP

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2014 Jornal Hoje Livre - Todos os direitos reservados.